Logo tv aberta
 

Show do BTS em São Paulo: gritaria, palco grandioso e memes

Indiscutivelmente um dos maiores fenômenos do momento, o grupo sul-coreano BTS fez neste sábado, 25

27/05/2019 14:14:40

 Show do BTS em São Paulo: gritaria, palco grandioso e memes

Indiscutivelmente um dos maiores fenômenos do momento, o grupo sul-coreano BTS fez neste sábado, 25, no Allianz Parque, em São Paulo, um show como tantos outros de ídolos pop, com gritaria dos jovens fãs, efeitos pirotécnicos e declarações em português. Mas foi difícil não ficar impressionado com a grandiosidade de tudo. A gritaria era contínua e ensurdecedora, os efeitos eram meticulosamente calculados, as frases em português estavam na ponta da língua de alguns dos integrantes, mesmo sendo um idioma tão diferente do coreano, e com direito a memes. Sim, o BTS não perdeu a oportunidade de agradar seu público brasileiro com um “vocês querem?” e também, por que não, um “juntos e shallow now”. Paula Fernandes se surpreenderia em ver que a indecifrável construção de sua versão do hit de Lady Gaga chegou aos meninos que hoje são comparados até aos Beatles.

A comparação é descabida, é claro. Mas foram os sete jovens, os maiores do gênero k-pop, os responsáveis por desbancar a banda de Liverpool em alguns recordes da Billboard, a tradicional revista americana que acompanha a indústria musical há décadas, registrando a movimentação de vendas, ascensão e queda de ídolos. No mês passado, o BTS igualou o recorde do quarteto inglês ao ter três álbuns ocupando, em momentos diferentes, o posto de mais vendido nos Estados Unidos em menos de um ano. A menção aos Beatles quando se fala do BTS se tornou irresistível até para a imprensa e a televisão americanas. No último dia 16, os sul-coreanos foram convidados pelo programa The Late Show with Stephen Colbert a prestar uma homenagem aos ingleses: vestiram-se de Beatles, imitando a primeira apresentação da banda nos EUA, em 1964.

Vendo o BTS no palco, não é difícil entender por que eles foram tão longe. Muito já se falou sobre a rigidez e seriedade com que os jovens encaram o trabalho, sobre seus clipes coloridos e com histórias que ninguém entende muito bem e sobre suas coreografias super elaboradas e um tanto amalucadas. O show tem um pouco de tudo isso, somado a muita energia e simpatia de RM, Jimin, Suga, V, J-Hope, Jin e Jung-kook.

A apresentação começou pontualmente às 19 horas – quem esteve acampado por três meses nos arredores do Allianz provavelmente agradeceu – com os integrantes saindo de panteras plantadas no palco. A estrutura trazida pelo grupo ao Brasil para a apresentação neste sábado e domingo 26, aliás, é gigantesca. O palco, enorme, conta com uma passarela e um palco secundário, onde os cantores passam boa parte do show.

Depois das três primeiras músicas, cantadas em conjunto, eles fazem apresentações com foco em cada um dos integrantes. É de Jung-kook a performance mais divertida: ele voa sobre o palco – e os fãs mais próximos – preso a uma estrutura que se assemelha a uma tirolesa em Euphoria. V deitou e rolou, literalmente, em uma cama montada no palco principal ao cantar Singularity, e Jin começou tocando piano ao entoar Epiphany.

A última parte do show, depois de uma pausa, volta com tom brincalhão ao inflar um escorregador no palco secundário para a apresentação de Anpanman. O BTS canta, dança e escorrega em uma das músicas mais animadas da setlist. Ao final, eles interagem bastante com o fãs antes de se despedir com fogos de artifício e a logo do grupo feita de uma estrutura luminosa ser instalada no palco secundário.

Português afiado, samba e memes

Deu para ver que o BTS treinou o português antes do show. Falaram sobre Carnaval e samba, e alguns integrantes até arriscaram tentar sambar. A tradicional frase “amamos vocês” foi repetida à exaustão, mas eles também se empenharam em aprender outras, como “gostei muito de voltar ao Brasil (é a quarta passagem da banda por aqui)“, “estou muito feliz hoje”, “(o meme) vocês querem?”, “para baixo, para cima, três, dois, um (para organizar o público na tentativa de fazer uma ‘ola’)” e o meme de Paula Fernandes “juntos e shallow now”.

Na despedida, bandeiras do Brasil com a assinatura dos fãs foram parar nas mãos dos cantores, como não poderia deixar de ser. A gritaria foi incessante quase a noite toda e, nos momentos finais, subiu alguns decibéis. Já na saída do Allianz, não foi nem um pouco difícil avistar fãs se debulhando em lágrimas, satisfeitos. 

Confira a setlist do show:

Dionysus

Not Today

Outro: Wings

Trivia: Just Dance

Euphoria

Best of Me

Serendipity

Trivia: Love

Boy With Luv

Dope

Silver Spoon

Fire

Idol

Singularity

Fake Love

Trivia: Seesaw

Epiphany

The Truth Untold

Outro: Tear

Mic Drop

Anpanman

So What

Make it Right

Mikrokosmos

Texto Extraindo do Site MSN 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ver todas as notícias

NO FACEBOOK

PROGRAMAÇÃO

End.: Rua Cardoso de Almeida, 2269 - Perdizes - CEP: 01251-001 - São Paulo/SP - Telefone (11) 3868 - 2802 - Todos os direitos reservados - © 2012 TV Aberta São Paulo